Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Rueda revela que recusou proposta de seleção sul-americana

As eleições da ANFP em 29 de novembro foram importantes para a permanência do colombiano a frente da La Roja

*Por Juliano Rangel

Em alta depois da boa campanha apresentada pela seleção chilena na última Copa América com um quarto lugar, o treinador da equipe, Reinaldo Rueda, revelou que recebeu uma proposta para dirigir outra seleção sul-americana em 2018.

Leia mais: Greve Platina: relembre a maior greve que já aconteceu no futebol sul-americano

Saiba quem apita os jogos de volta das quartas de final da Libertadores

Durante uma conversa com estudantes na cidade de Temuco, o colombiano revelou que os dirigentes da Federação Colombiana de Futebol (FCF) o procuraram para dirigir a seleção do seu país após a saída do argentina José Pékerman.

“A Colômbia queria que fosse seu treinador. Estavam esperando as eleições de novembro (da Associação Nacional de Futebol Profissional (ANFP)) para entrem novos dirigentes, os que disseram ‘Fora Rueda’”, contou o treinador.

As eleições da ANFP foram em 29 de novembro. Houve um gesto de alguns dirigentes da equipe chilena para tirar Rueda, que jurou continuar com o processo, não importando o que acontecesse, desde que ele não fosse demitido.

Dias antes do pleito, o colombiano destacou uma passagem que foi importante para não sair do cargo. “Durante os jogos de novembro de 2018 (contra a Costa Rica e Honduras), dois dirigentes me perguntaram se eu tinha ido embora: eles me abraçaram e me disseram para ficar. Aqui você é valorizado como ser humano, como profissional. Eu não podia deixar o Chile mentindo, não importa o quanto meu país estivesse procurando por mim”, acrescentou o treinador.

error: Futebol Latino 2019