Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Sem dificuldades, Colômbia joga bem e derrota a Venezuela em Barranquilla

Colombia-x-Venezuela_09_10_2020
(Foto: Reprodução/Seleção Colombiana)

*Por Danilo Di Grado

Na rodada inaugural pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa de 2022, Colômbia e Venezuela se enfrentaram na noite desta sexta-feira (9), no estádio Metropolitano de Barranquilla.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q3_SOC

Leia Mais: Contratado pelo United, Pellistri está incrédulo com sua transferência
Ángel Romero renasce na estreia do Paraguai nas Eliminatórias


Com o resultado de 3 a 0, a La Tricolor somou 3 pontos, ficando na 3ª colocação, e agora viajará para encarar o Chile na segunda rodada. Já a Vinotinto, com o tropeço na casa do rival, iniciou sua campanha ficando na lanterna sem nenhum ponto somado, e terá agora como rival pela frente o Paraguai.

O jogo

Jogando em casa, a seleção colombiana não queria saber de ser surpreendida logo na estreia. Sendo assim, em um início movimentado, a equipe comandada por Carlos Queiroz buscou mais o campo de ataque, conseguindo criar boas chances com James Rodríguez e Cuadrado, porém ambas sem sucesso.

Antes mesmo dos 10 minutos, a equipe de José Peseiro, mais atenta às investidas do rival, por pouco não chegou a perder o meia Machís. Após uma entrada forte no lateral Arias, que, por sua vez, acabou sendo substituído por Medina, a arbitragem acabou aplicando o cartão vermelho, porém revisto depois da consulta e voltando atrás em sua decisão.

Melhor no jogo, finalmente os donos da casa conseguiram abrir a contagem. Em jogada iniciada por James, o camisa 10 tocou para Cuadrado, que, logo em seguida, cruzou rasteiro para Zapata marcar. 1 a 0.

Mesmo em vantagem, a Colômbia não diminuiu o seu ritmo. Com isso, aos 25, Muriel, após bonita jogada individual de Mojica, que cruzou rasteiro também, repetindo a ação de seu companheiro de time no primeiro tento, mandou para o camisa 19 ampliar. 2 a 0.

Com o placar mais tranquilo para a La Tricolor, foi a vez dos visitantes partirem pra cima na expectativa de diminuir o prejuízo, mesmo ainda com a chance de sofrer mais um, já que Fariñez recuperou-se antes de levar um frango, a melhor chance foi por parte de Rosales. Porém, na finalização do lateral, a bola acabou batendo na trave do arqueiro Vargas.

Já nos acréscimos, para complicar ainda mais a vida dos venezuelanos, outra vez ele, Muriel, fez mais um. Em um bonito gol, o atacante acertou um chute sem chances para o goleiro. 3 a 0.

Melhor no segundo tempo, a seleção de José Peseiro chegou com mais perigo nos primeiros minutos. Em três tentativas, a melhor acabou sendo a de Hernández que chutou para a boa defesa de Vargas, mantendo o placar sem alterações.

Mas Carlos Queiroz parecia não estar preocupado, já que o resultado era favorável. Com isso, o treinador optou por duas trocas sendo elas as entradas de Morelos e Fabra, nos lugares de Cuadrado e Muriel, respectivamente.

Na sequência, a Colômbia foi melhorando um pouco mais no confronto. No entanto, foram os poucos os lances perigosos, fazendo com que os comandantes novamente recuassem para seus suplentes, desta vez com a entra de Otero, pela Venezuela, além da saída de James Rodríguez para a entrada de Alzate, e Falcao García entrando no lugar de Zapata.

Com o confronto encaminhando-se para a reta final, a seleção Vinotinto seguia buscando descontar no marcador. Entretanto, mesmo com Otero e Ponce finalizando de todas as formas, o sistema defensivo da La Tricolor levou a melhor, dando a deixa para a arbitragem colocar um ponto final no duelo em Barranquilla.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *