Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Metropolitanos vence Puerto Cabello e fica a um passo da fase de grupos da Sul-Americana

Sul-Americana
Reprodução/Conmebol TV

* Por Roberto Junior

Diretamente de Caracas, mais precisamente do Estádio Olímpico De La UCV, Metropolitanos FC e Puerto Cabello, ambos da Venezuela, mediram forças pela primeira fase da Sul-Americana. E em um duelo em que os visitantes começaram melhor, o time de José Maria Morr conseguiu melhorar na partida e fazer um placar de 2 a 0, o que lhe garantiu uma boa vantagem para o duelo da volta que vai acontecer novamente na capital do país.

OS_BRAZIL_300x250_2020_Q3_SOC

Leia mais
Com um a mais, Sport Huancayo vence duelo peruano contra o Cajamarca pela Sul-Americana
Jorge Wilstermann sofre, mas abre vantagem sobre o Palmaflor na Sul-Americana

Com um 2 a 0 no placar, o Metropolitanos tem a vantagem do empate e também de poder perder por até 1 a 0 para ainda, sim, conseguir avançar na Sul-Americana. Já o Puerto Cabello terá de vencer por três gols de diferença para conseguir o êxito na competição e chegar a fase de grupos.

PUERTO CABELLO COMEÇA EM CIMA DOS MANDANTES

A primeira jogada de ataque do jogo foi justamente do Puerto Cabello, que mostrou ter um início promissor e que não ficaria reativo diante do Metropolitanos. Delgado, por exemplo, só não marcou porque a defesa da equipe roxa tirou em cima da linha. Uma nova prova do estilo agressor dos visitantes veio aos nove minutos com uma bola na trave.

Hernandéz ficou com a bola na entrada da área e viu Garcés chegar de trás. O camisa 8 ajeitou para seu companheiro, que chutou e viu a bola acertar a trave de Schiavone.

POSSE DE BOLA FALSA

O Metropolitanos, até a metade do primeiro tempo, tiveram quase 60% de posse de bola, mas os números não eram compatíveis com uma superioridade da bola no pé. Apenas um chute do time de José Maria Morr até então e que foi longe da meta de Luis Teran. Quatro faltas feitas enquanto o Puerto Cabello havia feito apenas uma.

QUIQUE DA BOLA ENGANA, BATE NA MÃO E É PÊNALTI

Após Schiavone dar um chutão, a bola voou e foi até a outra área. A bola quicou na entrada da área e bateu na mão de Gleider Caro, que já estava dentro da área. Yander Herrera não pensou duas vezes ao dar a penalidade máxima. A rara chance de gol dos mandantes ocorreu justamente quando o Puerto Cabello estava muito superior no duelo.

Aos 27 minutos, Johan Moreno bateu, mas Luis Teran caiu para o lado direito onde espalmou a cobrança do camisa 11 do Metropolitanos.

GOOOOL NA RAÇA DO METROPOLITANOS

O Metropolitanos conseguiu crescer e pressionou a partir da reta final do primeiro tempo. E após o ataque conseguir bloquear a saída do Puerto Cabello, os mandantes trocaram passes até a bola chegar para o volante Larotonda, que passou para Bolívar dentro da área pela direita, o lateral cruzou na medida para o próprio camisa 5 cabecear para o fundo do gol.

PUERTO CABELLO ERRA, TOMA CONTRA-ATAQUE E O GOL

Na volta do intervalo, o Puerto Cabello não manteve o bom ritmo do primeiro tempo, melhor para o Metropolitanos que seguiu em cima e até ampliou o marcador.

Após um erro no ataque do Puerto Cabello, Flores recuperou a bola e em velocidade tocou para Moreno, o atacante deixou o defensor rival no chão na linha do meio-campo e mandou na frente para Flores, que invadiu a área e chutou forte na saída de Teran para marcar o segundo gol no duelo pela Sul-Americana.

O QUE ACONTECEU COM O PUERTO CABELLO?

A equipe do município de Carabobo, apesar de ter bons jogadores, desanimou com os gols sofridos e não conseguiu mais pressionar o goleiro Schiavone assim como fez no primeiro tempo por mais de 30 minutos. Carlos Maldonado até fez alterações para tentar mudar a postura do time, mas sua equipe continuou mais assistindo os adversários jogar e ter mais sucesso nos ataques do que levando perigo ao gol do Metropolitanos.

FICHA TÉCNICA
METROPOLITANOS FC X PUERTO CABELLO – 1ª FASE DA COPA SUL-AMERICANA
Estádio: Olímpico De La UCV, em Caracas, na Venezuela
Data e hora: 18 de março de 2021, às 19h15
Árbitro: Yender Herrera (VEN)
Assistentes: Francheskoly Chacón (VEN) e Antoni Garcia (VEN)
Gramado: bom
Cartões amarelos: Steven Pabon, Bahachille, Bolívar e Gabriele Rosa (MET)

GOLS: Christian Larotonda, 41’/1ºT (1-0); Robinson Flores, 11’/2ºT (2-0)

METROPOLITANOS FC (Técnico: José Maria Morr)
Giancarlo Schiavone; Nestor Cova, Steven Pabon, Andres Ferro e Leminger Bolívar; Luis Martell (Herlbert Soto, aos 14’/2ºT), Abraham Bahachille, Christian Larotonda e Johan Moreno (Gabriele Rosa, aos 19’/2ºT); Marco Bustillo (Juan Mancin, nos 45’/2ºT) e Robinson Flores (Jholvis Acevedo, aos 45’/2ºT).

PUERTO CABELLO (Técnico: Carlos Maldonado)
Luis Teran; Gleider Caro (Christopher Montaña, no intervalo), Juan Tineo, Juan Medina e Hector Noguera; Matías Lacava, Jesús Meza (Javier Arape, aos 18’/2ºT), Robert Garcés (Lisandro Pérez, aos 31’/2ºT) e Luifer Hernández (Alarcón, aos 18’/2ºT); Ronaldo Chacón (Willian Lugo, aos 18’/2ºT) e Delgado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O Futebol Latino sabe que a alegria do esporte bretão do continente americano é bem mais do que Brasil, Argentina e Uruguai. Isso porque o amante da bola quer mesmo é saber de tudo, desde a final do Brasileirão até a 5a rodada do Peruano, com a mesma seriedade e com a mesma paixão. Leia Mais

Entre em contato conosco: comercial@futebolatino.com.br

© Futebol Latino - Todos os Direitos Reservados - 2019 | Por Diegão ©