Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Print

Técnico do Boca Juniors revela o desejo de trabalhar na Europa

Schelotto conversou com o diário AS e relembrou a rápida passagem pelo Palermo e a vontade de regressar ao velho continente
Schelotto conversou com o diário AS e relembrou a rápida passagem pelo Palermo e a vontade de regressar ao velho continente

Cheio de moral no comando do Boca Juniors, Guillermo Barros Schelotto falou pela primeira vez sobre a sua vontade de voltar a trabalhar no futebol europeu, já que na temporada 2016 dirigiu o Palermo, da Itália.

Leia Mais: Newcastle confirma a chegada do venezuelano Salomón Rondón
Time italiano disputa com Benfica a contratação de Ramires

“Só fiquei por apenas quatro jogos, pois a UEFA não reconheceu a licença de técnico e precisei voltar. Fiquei encantado com o Palermo, com a Itália e gostaria muito de voltar a trabahar na Europa”, afirmou ao diário AS.

Em outro ponto da entrevista, o técnico Xeneize citou os trabalhos de Simeone e Pochettino, que abriram a porta para os técnicos argentinos no exterior.

“Na minha opinião, Simeone e Pochettino abriram as portas de quem sonha em trabalhar na Europa. Se adaptaram muito bem as necessidades das equipes. Além disso, o trabalho tático, estilo de jogo e outras qualidades difícil de encontrar em outros treinadores”.

Vale lembrar que, no comando do Boca Juniors desde a temporada 2016, Schelotto conquistou o bicampeonato da Superliga Argentina.