Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Venda irregular de ingressos rende multa a Federação Colombiana de Futebol

Foto: Divulgação/Federação Colombiana de Futebol

Um escândalo na questão da venda de ingressos envolvendo as partidas da seleção da Colômbia rendeu uma pesada multa aplicada pela Superintendência de Indústria e Comércio (SIC) a Federação Colombiana de Futebol (FCF), as empresas TicketYa, Ticketshop e a Comercializadora de Franquias SA e punições diretas a 17 pessoas.

Betwinner

Leia mais: Pai de Rodrigo Ramallo é diagnosticado com o novo coronavírus
Edgardo Bauza surge como favorito para assumir seleção sul-americana

A pena, na ordem de 18 bilhões de pesos colombianos (algo na casa dos R$ 26,2 milhões) foi aplicada depois de uma investigação onde, segundo a agência de notícias EFE, foram obtidas provas documentais e digitais de que existia um cartel voltado ao favorecimento da negociação das entradas para jogos da seleção colombiana nas Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia em 2018.

Um dos confrontos usados como exemplo na descrição das investigações foi o duelo Colômbia x Brasil em setembro de 2017. Enquanto oficialmente a companhia Ticketshop anunciou que tinha 6 mil ingressos a sua disposição para venda, foi apurado que a empresa, na verdade, não tinha essa quantia em seu poder.

O que era praticado, na verdade, era o desvio de parte dos ingressos prometidos diretamente para a Federação Colombiana que praticava um sobrepreço na casa dos 350%. Algo que viola fundamentalmente as regras de livre comércio especificadas pelo órgão fiscalizador responsável pela condenação.

Foi apurado também que, em negociação ilícita envolvendo “sócios e membros de algumas equipes de futebol”, havia sido feito um pré-acordo na casa dos 10 bilhões de pesos (R$ 14,5 milhões) para que a Ticketshop fosse favorecida na licitação de escolha para venda de ingressos. Assim, ela faria um repasse posterior da propriedade dos serviços para TicketYa, real companhia de interesse dos envolvidos no esquema para gerenciar a negociação das entradas.

Além das entidades citadas, ao todo 17 pessoas foram condenadas a punição financeira onde, dentre elas, estão o ex-presidente da Federação Colombiana, Luis Bedoya, e o atual mandatário da entidade, Ramón Jesurún.

Em nota, a FCF se posicionou sobre o tema dizendo que não foi notificada oficialmente sobre a punição e faz ataques ao SIC questionando a real competência e procedimentos tomados no caso como possuindo “múltiplas e graves anomalias”. Além disso, assegurou que “fará uso de todos os instrumentos legais para a defesa legítima de seus interesses e desejos”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Futebol Latino 2019