Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no print
Print

Zagueiro do Godoy Cruz deixa campo revoltado e revela diálogo com árbitro

Foto: Divulgação

Eliminado da Libertadores, o Godoy Cruz deixou o Allianz Parque na fúria contra o árbitro Ostojich. No começo do segundo tempo, o zagueiro Varela dividiu uma bola com Miguel Borja e tocou com o braço sem querer. Após analise do VAR, o juiz apontou para a marca da cal e causou revolta nos jogadores argentinos.

Leia Mais: Imprensa argentina detona pênalti marcado a favor do Palmeiras
Palmeiras goleia Godoy Cruz, ameniza crise e avança na Libertadores

Na saída de campo, o defensor do Tomba envolvido no lance, disparou contra o trio de arbitragem e revelou o seu diálogo com o homem do apito.

“Não foi nada. Eu ganhei a disputa com o atacante e não senti o toque. Fui até o árbitro e perguntei o que ele tinha visto. A resposta foi: ‘Com licença, o que você quer que eu faça? Eu deixo a minha vida dentro de campo. Isso não é uma brincadeira. Nós fizemos um bom primeiro tempo e esse gol que caiu do céu para eles derrubou o nosso time”, disparou.

“Quero pedir desculpas aos torcedores que vieram até aqui nos ajudar. Deixo o campo revoltado e com os nervos a flor da pele. Tenho um monte de coisas para falar, mas prefico ficar quieto”, completou.

Após o gol de pênalti de Raphael Veiga, o Verdão sacramentou a vaga com gols de Borja, Scarpa e Dudu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *